CATEGORIA:

Intolerância a lactose



Imagem: Greenme


Nos últimos anos têm-se falado bastante sobre a intolerância à lactose, o que é e quais suas principais complicações. Porém, é muito comum confundir a intolerância à lactose com a alergia à proteína do leite de vaca. A Intolerância à lactose envolve qualquer resposta diferente ao leite e seus derivados que contenham lactose, mas sem a ação do sistema imune. Consiste na diminuição do organismo em absorver a lactose, devido a uma deficiência na ação da enzima lactase, ou até mesmo pela redução da mesma, sendo que essa enzima é responsável por hidrolisar (quebrar) a lactose em glicose e galactose (açúcares simples que formam a lactose). 
Esse quadro clínico pode ocorrer devido ao desmame precoce do leite materno, pois após o período de amamentação ocorre uma redução da atividade da enzima lactase. Umas das principais causas é a diarreia, que faz com que haja uma redução temporária de lactase. A intolerância à lactose também ocorre frequentemente em idosos, pois devido ao processo de envelhecimento é natural que algumas funções fisiológicas do organismo sejam reduzidas, e nesse caso ocorre a diminuição da produção da enzima lactase, resultando em menor tolerância à lactose. Os sintomas mais frequentes são excesso de flatulências, distensão e dores abdominais e diarreia. Atualmente a indústria brasileira já disponibiliza alimentos com redução da quantidade de lactose, melhorando a tolerância a esse açúcar. O tratamento adequado deve ser realizado de acordo com a individualidade de cada pessoa, através do acompanhamento com um Nutricionista.

Texto: Q4Nutrição


• Alergia à proteína do leite de vaca versus intolerância à lactose: as diferenças e semelhanças. Gasparin, Fabiana Silva Rodrigues; Teles, Jéssica Margato; Araújo, Sabrina Calaresi de. Revista Saúde e Pesquisa, 2010. Disponível em: <http://periodicos.unicesumar.edu.br/index.php/saudpesq/article/view/1069/1045.>• Caracterização do consumo de leite em idosos. Passanha, Adriana; Garcia, Heloisa de Souza; Cervato-Mancuso, Ana Maria; et al. Rev. Bras. Crescimento Desenvolvimento Humano, 2011. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12822011000200014.>

postagens relacionadas

0 comentários:

Postar um comentário

LEIA COM ATENÇÃO

O seu comentário é super importante para nós e estão abertos para todos. porém alguns critério devem ser seguidos. Não aceitamos:

- Comentários ofensivos.
- Spams.
- Comentários sem relação alguma com o conteúdo.
- Comentários duplicados.

Caso não respeitar as regras acima, o comentário será apagado pelos administradores do blog.